EnglishSpanishPortuguese

No domingo (4 de junho) os pavilhões do Parque Vila Germânica em Blumenau vão receber mais uma vez um evento que movimenta a nossa região. O 19º Encontro Sul Brasileiro de Fuscas, em Blumenau. Serão três pavilhões totalmente cobertos com diversos modelos do carro que marcou presença em nosso país e fez história no mundo.

Em todas as suas edições o Encontro Sul Brasileiro de Fuscas foi um sucesso, é possível conferir diversos modelos de fuscas que você nem pensava que podiam existir, conferir de perto essa história incrível e ainda aproveitar as delícias gastronômicas que estão presente no evento. Este é um verdadeiro passeio de domingo onde é possível conferir de pertinho automóveis tão históricos e bonitos.  

História do Fusca

Estamos acostumados a escutar muitas histórias de como os carros são feitos mas o Fusca tem a sua diferença, claro. Para o seu desenvolvimento várias empresas se reuniram, mas um projetista foi responsável. Há muitos mitos e verdades em torno dessa história, mas a verdade é que o Fusca sempre será um dos carros mais queridinhos.

Imagem: Pixabay

Por incrível que pareça o Fusca foi um pedido de Hitler a Ferdinand Porsche, o nome inicial era Volkswagen, que na tradução do alemão significa “Carro do Povo”. O nome Fusca surgiu aqui no Brasil, como um apelido carinhoso ao então Volkswagen Sedan.

Na década de 1930 na Alemanha, Ferdinand Porsche criava o primeiro projeto do Fusca que era equipado com motor dois cilindros e refrigerado a ar. Seu rendimento era muito ruim  e o projeto precisou ser refeito e melhorado. Mas o segundo projeto surpreendeu, usava alguns mecanismos que na época não eram comuns nos carros e então o Fusca ganhou vida e renome, com um câmbio de quatro marchas, sistema elétrico de seis volts e refrigerado a ar, uma inovação.

A partir desse modelo o Fusca evoluiu para melhor. Em 1936 o carro era muito parecido com o que conhecemos hoje em dia, as janelas traseiras já eram constantes nos modelos e então em 1937 mais trinta modelos foram testados para começarem a rodar pelas ruas. No ano seguinte o Fusca entrou em fabricação em série.

A ideia era que o carro fosse popular desde o início portanto ele foi desenvolvido com algumas “regras”. Deveria caber dentro dele dois adultos e três crianças, o que seria considerado como ideal de família na época, ou três soldados e uma metralhadora. Não deveria passar dos 100 Km/h e ser refrigerado a ar.

Algumas modificações foram feitas ao longo do projeto do Fusca e esse foi um dos carros com mais protótipos produzidos, o que fizeram depois? Hitler tinha medo de manchar o nome alemão por causa dos protótipos e mandou destruí-los. Mas existem réplicas desses Fuscas que podem ser conferidas no Museu Volkswagen. Interessante né, então pode ir conferir de perto o 19º Encontro Sul Brasileiro de Fuscas, em Blumenau e conhecer ainda mais essa história, depois nós estaremos te esperando com as melhores habitações da região, aqui no Hotel Estação 101!

Share via
Copy link