EnglishSpanishPortuguese

O desenvolvimento intelectual do ser humano é ampliado a partir de suas experiências e educação, fazendo parte importante e acumulativa desse fator é a presença da cultura em suas mais variadas formas, sendo esta um direito de todos. O acesso pode ser algumas vezes limitado, conforme a importância que é dada, tanto pelo governo quanto pelo próprio cidadão.

Mas ao longo da história a cultura vive e respira bons ares, uma vertente de grande relevância são os museus que se fazem cada vez mais presentes nas cidades, esses centros culturais buscam transmitir sabedoria e agregar valores a sociedade. O dia 18 de de maio é conhecido por ser o Dia internacional dos Museus, essa comemoração foi criada em 1977 pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, e é considerada uma data muito importante para artistas e museus.

Esta ação é de extrema importância para a comunidade mundial dos museus, pois serve como uma oportunidade para aproximar o público da arte e por meio dela divulgar sua importância para a sociedade. O Dia Internacional do Museu funciona por meio de um tema específico, este ano o assunto abordado é Museus e Paisagens Culturais.

Um tema que pode ser muito bem explorado, pois a arte brasileira possui muito dessa vertente, principalmente em Santa Catarina, que conta com belas paisagens que servem como inspiração para os artistas. As paisagens são uma herança patrimonial que merecem ser preservadas, não apenas como memória histórica mas também para o seu cultivo e crescimento em habitat natural.

Lutando a favor da defesa, conservação e manutenção está o Museu Oceanográfico Univali – MOVI. Criado em 1987 o local possui um acervo que está entre os quatro principais de história natural do Brasil, sua temática oceanográfica é considerada a maior da América Latina.

Preservação e ensinamentos são uns dos propósitos do MOVI que tem como objetivo desenvolver e ampliar as coleções de referências que representam as espécies marinhas em seu maior número. Dessa forma pesquisas taxonômicas e biogeográficas podem ser desenvolvidas dando conhecimento a biodiversidade do litoral brasileiro. O museu serve como um centro de pesquisa para os alunos da Universidade do Vale do Itajaí, onde a divulgação dos resultados ampliam o conhecimento do patrimônio biológico marinho.

foto1

O MOVI é parte do Conselho Internacional de Museus (ICOM) que desde 1994 faz parte integrante dos museus de história natural (NATHIST) adotando os critérios de curadoria e éticos estipulados e conforme o Código de Deontologia do ICOM (2002). Faz parte também do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), o órgão federal que regula e orienta as ações museais no Brasil, sua coleção ainda é considerada de excelência pelo CNPq e referência pelo CAPES.

Confira a coleção do Museu Oceanográfico Univali – MOVI:

– a maior coleção privada de tubarões e raias do mundo (9.900 espécimes);
– a maior coleção de tartarugas marinhas da América do Sul (400 espécimes);
– a maior coleção de mamíferos marinhos do Brasil (600 espécimes);
– a segunda maior coleção de aves marinhas do Brasil (650 espécimes)
– a maior coleção de peixes marinhos do sul do Brasil (7.300 espécimes);
– a maior coleção de invertebrados marinhos do sul do Brasil (8.000 espécimes);
– a maior coleção de conchas do Brasil e segunda da América Latina (90.000 espécimes).

O Museu Oceanográfico Univali está aberto a visitação e possui uma programação especial para comemorar o Dia Internacional do Museu. Localizado na cidade de Balneário Piçarras, litoral centro-norte catarinense. Fica as margens da BR 101 com fácil acesso e ampla área de estacionamento.

 13178891_1110191959019085_311265883025685084_n

Imagens: Museu Oceanográfico Univali

Share via
Copy link