!-- INÍCIO CÓDIGO ASKSUITE -->

É fácil ficar encantado com o conjunto de belezas naturais do Estado de Santa Catarina. Ao desfrutar de belas praias, parques, campos e outros espaços destinados ao lazer entre família e amigos, é normal a curiosidade sobre tais lugares aumentar.

museus em santa catarinaPara ajudar a contar essas histórias e tornar o seu passeio ainda mais interessante, Santa Catarina conta com diversos museus. Sejam históricos ou temáticos, cada um deles com certeza tem seu valor e agrega conhecimento e entretenimento aos seus roteiros. Não deixe de conhecer.

Fique atento às programações de cada museu listado. Em setembro, diversos deles participam da Primavera dos Museus, integrando diversas atrações artísticas e culturais ao seu espaço. A temporada de 2017 está marcada para ocorrer entre 18 e 24 de setembro.

MUSEU HISTÓRICO DE ITAJAÍ

Restaurado recentemente, o Museu Histórico de Itajaí fica no Palácio Marcos Konder, bem no centro da cidade. O espaço é centenário e, com as melhorias realizadas há pouco tempo, permite ao visitante a experiência completa de imersão na história de Itajaí.

museu de itajaiToda a história do município, desde o século 17 até o século 20 é contada por meio de tecnologias do século 21. A visita pode seguir a linha do tempo ou não, de acordo com as preferências do visitante. Imigração, religiosidade, arquitetura e espaço marítimo são assuntos explorados nos espaços do museu.

Algumas salas, temáticas, promovem a interação do público com a história de Itajaí, transformando o museu num ambiente vivo e plural. Chama a atenção a sala “Espaço Marítimo”, onde é possível encontrar exposto um barco em tamanho real para complementar os vídeos que abordam a relação do mar com a cidade.

O espaço “Imigração” conta com a projeção dos sobrenomes alemães e italianos responsáveis por construir o Vale do Itajaí. Diversos objetos de uso pessoal desses imigrantes estão expostos e contam um pouco sobre seus modos de vida.

museus semana

Fique atento pois, em setembro, o Museu está com programação especial em alusão à Primavera dos Museus.

No total, são dez salas interativas em que a história é contada com o apoio de recursos tecnológicos. O Museu Histórico de Itajaí funciona de terça a sexta-feira, das 13h30 às 17 horas, aos sábados das 9 às 14 horas e domingo das 13 às 17 horas. A entrada é gratuita.

MUSEU OCEANOGRÁFICO UNIVALI

Se você está de passagem pela região, vale a pena seguir até Balneário Piçarras e conhecer o maior museu oceanográfico da América Latina, sendo o segundo maior do mundo – o líder dessa lista fica em Mônaco, na Europa.

museu univali

O acervo reúne diversidade de espécies marinhas, desde fósseis até animais vivos. São mais de 4 mil m² de uma estrutura moderna e intuitiva. A dica é solicitar, logo na chegada, que a visita seja guiada por um profissional do museu, com condições de agregar as curiosidades sobre a vida marinha, que são muitas.

A exposição oceanográfica toma pelo menos 25% do espaço do local, a maioria das espécies são originárias do sul do Brasil. Lá, é possível visitar  a maior coleção de tartarugas marinhas do América do Sul, com mais de 400 espécies.

Outro item que merece atenção é a exposição de conchas, que é a maior do Brasil e segunda maior da América do Sul, reunindo o total de 90 mil espécies. Aproveite e surpreenda-se, também, com a variedade de raias e tubarões, cuja coleção é a maior do mundo – quase 10 mil espécies.

Como o museu oceanográfico é ligado à Universidade do Vale do Itajaí – Univali, o espaço é destinado a estudos e pesquisa na área, uma importante referência mundial no setor.

Se você estiver acompanhado de crianças, não se preocupe. O museu é um espaço divertido para elas, em que até mesmo personagens da animação “Procurando Nemo” compõem o cenário. Ao final do passeio, há um espaço destinado ao comércio de lembrancinhas do local.

O Museu Oceanográfico da Univali fica aberto de terça a sexta-feira das 14 ás 20 horas, aos sábados e domingos das 10 às 18 horas. O ingresso para o público geral custa R$ 20, e para estudantes, idosos, colaboradores da Univali, portadores de necessidades especiais e membros da ICOM contam com a meia entrada a R$ 10. Crianças até três anos não pagam.

MUSEU ETNO-ARQUEOLÓGICO DA ITAIPAVA

Para conhecer especificamente sobre a cultura dos povos que povoaram Itajaí e região antes e durante a fundação da cidade, e também a arqueologia pré-histórica do sambaqui. Desde junho de 2010, está situado na antiga estação ferroviária Engenheiro Vereza, cujas dependências foram restauradas antes de receber o acervo histórico.

arqueologico
Próximo à sede do museu, foram localizados sítios arqueológicos, ou seja, locais com marcas de populações e culturas antigas. O acervo arqueológico reúne centenas de quilos de material como pontas de flechas, ossadas de animais, conchas, colares, raspadores, artefatos de pedras e ossos, entre outros itens pertencentes a povos mais antigos.

Já em relação ao acervo etnográfico, os objetos em exposição tem mais a ver com os trabalhadores da estrada de ferro. Seus utensílios de uso pessoal e de casa, imagens e retratos, ajudam a contar a história das populações de Itajaí. Chama a atenção, também, a réplica de um trem Maria Fumaça, e restos da construção da estrada encontrados durante a escavação arqueológica.

A estrutura do museu conta com área externa, onde alguns eventos são realizados com o intuito de integrar comunidade e visitantes à história e cultura local. O Museu Etno-Arqueológico de Itajaí fica no Bairro Itaipava e seu horário de funcionamento fica de terça a sexta-feira, das 9 às 17 horas, aos sábados e domingos das 14 às 18 horas. A entrada é gratuita.

MUSEUS DO ZOOLÓGICO DO PARQUE CYRO GEVAERD

Em Balneário Camboriú, o Parque Cyro Gevaerd conta com estrutura de 39 mil metros quadrados de muitos animais e belezas naturais. Além deles, há o museu, onde estão armazenados cinco diferentes tipos de acervo: Arqueológico, Pescador, Artesanato, Oceanográfico e Taxidermia e Esqueletos.

zoo-balneario-camboriu-animais-empalhados

Na parte de museu arqueológico, está em exposição o acervo encontrado na Praia de Laranjeira. Variadas peças com mais de 3 mil anos estão reunidas, entre artefatos indígenas, dezoito esqueletos, adornos pessoais feitos e usados por índios, entre muitas outras curiosidades.

O espaço destinado ao Museu do Artesanato Catarinense – MAC conta com exposição de itens produzidos pelas mãos de mais de 30 etnias que povoaram Santa Catarina desde a época da colonização, em sua maioria de origem europeia. Cerâmicas, vimes, esculturas em madeira, entre outros elementos, colorem o espaço e elencam a diversidade cultural do estado.

A área do museu do pescador é uma homenagem aos imigrantes açorianos, trazidos de Portugal do século 18 e tiveram papel direto na formação cultural da localidade, trazendo o sotaque, a culinária e outros costumes. O museu reúne equipamentos, acessórios e embarcação utilizados para pesca artesanal na época.

Essa foto de Complexo Ambiental Cyro Gevaerd Zoológico é cortesia do TripAdvisor

Já o espaço de taxidermia e esqueletos mostra animais empalhados, ou seja, conservados para observação durante muito tempo ainda que o corpo esteja sem vida. Mamíferos, aves e répteis são apresentados em lugares que imitam seus habitats naturais, ajudando a mostrar como vivem.

Moluscos, crustáceos, equinodermos, corais e algas podem ser conhecidos na área de oceanografia. No local, algumas coleções de peixes do litoral catarinense podem ser conhecidas pelos visitantes. Tubarões e raias também são encontrados ali.

Integrado ao zoológico, o conjunto de museus é uma excelente opção de passeio com a família. Fique atento às datas e horários de funcionamento, pois há variação de acordo com a temporada de veraneio. Consulte aqui informações sobre a disponibilidade do local e os valores de ingressos.

CONCLUSÃO

Sobram motivos para visitar a região do Vale do Itajaí, não é mesmo? Após conhecer as praias e belezas naturais, é uma ótima ideia visitar esses museus e saber sobre as origens da região, que é encantadora em todos os sentidos.